O ESTRIPADOR

"Em pleno período pós-revolucionário, um punhado de desenhadores com tendências libertárias, decide editar um fanzine (revista). No meio do caldo revolucionário, com os meios de comunicação social comprometidos com os poderes do momento, estes autores desalinhados almejavam vender 8.000 exemplares para tornar o projecto viável! Escusado será dizer que este foi o único número publicado de O Estripador... Não obstante, valeu a pena o que fizeram, com muito boas BD de Bruno Scoriels, Fernando Relvas, Duarte Boavida e Delphim Miranda. Há também um texto sobre a libertação do corpo, traduzido da revista Actuel. Os problemas da habitação e do sector educativo também merecem destaque. Tendo identificado que a publicação estava deficitária em textos, divulgam um anúncio a solicitar "gajos ou gajas que escrevam qualquer coisa de jeito (anti-psiquiatria, Escola Paralela, etc. etc.)." Foi uma pena não ter havido continuação..." Texto de Erradiador no Blog "My Nation Underground"