Local: Biblioteca da Escola Secundária José Estêvão, Avenida 25 de Abril, 3811-901 Aveiro

Local: Biblioteca da Escola Secundária José Estêvão,
Avenida 25 de Abril, 3811-901 Aveiro

GAMBUZINE #08

"Neste número, publica-se a banda desenhada "Bayeux" de José Feitor, onde um visitante da famosa tapeçaria, tem uma experiência imersiva no meio das cenas de batalha retratadas. Levin Kurio, assina a capa, e também a bd "Fertige Welt" (Mundo Lixado), sobre as desventuras de Quevis, as suas relações falhadas com as mulheres e a sua colecção de pornografia. Isabel Kreitz, apresenta 3 bd: - a primeira intitulada "1946 Algures na Alemanha", a acenar com os fantasmas ainda bem presentes do nazismo; a segunda - "Horóscopo", de apenas uma prancha, onde depois de lidos os sinais, consuma-se um suicídio; a terceira "U-Boot-Melodie", uma melodia a marcar o destino funesto de um submarino alemão. "Heimat" de Marcus Huber, onde o conceito de pátria é interiorizado e reflectido no quotidiano, marcando o destino de muitos, principalmente dos migrantes. Teresa Câmara Pestana retoma a temática de "A Morte e a Donzela" de Franz Schubert, partindo depois para temas mais sociais, políticos e mediáticos." Texto de Erradiador no Blog "My Nation Underground"

2024-04-15T14:30:43+00:0015.04.2024|

GAMBUZINE #10

"A comemorar 2 anos de existência, o Gambuzine continua a apresentar uma forte conexão alemã. A primeira banda desenhada intitulada "Nada de Importante", assinada por Makus Huber, desenrola-se em tom de balada de solidão e tristeza. Seguem-se duas pranchas de Hendrick Dorgathen, ambas ao jeito do cinema mudo. Na primeira, um sonho nas alturas durante a "Siesta"; e depois a vida louca ao estilo do "Rock N' Roll". Em continuação dos episódios publicados anteriormente, "O Farol" de Till Lenecke, o avô e o neto, que saíram de barco para uma pescaria familiar, são surpreendidos por uma forte tempestade no meio do mar. "Para Acabar" Teresa Câmara Pestana ironiza sobre artistas e subsídios públicos, sobre a subjetividade da arte e alguma intrujice. A chamada BD no feminino também não escapa ao olhar mordaz da autora. Para finalizar, uma banda desenhada ambientada numa cabana no meio da floresta, com cobras omnipresentes, mas relativamente inofensivas." Texto de Erradiador no Blog "My Nation Underground"

2024-04-15T14:30:43+00:0015.04.2024|

GAMBUZINE #03

"Marcüse assina a capa e também a banda desenhada Eddie Brekel, narrando desde o nascimento da personagem com o mesmo nome, até ao seu internamento no colégio gerido por religiosos e todos os abusos sofridos no decurso da sua institucionalização. O Mundo de Etel de Axel Blotvogel (desenho) e Marianne Wesch (escrita), apresenta uma narrativa a decorrer num estranho mundo paralelo, uma espécie de realidade alternativa pré-invasão alienígena em tons de preto e branco. A Corochinha é mais uma história negra de Janus, ambientada nos sítios mais esconsos, onde o álcool e o sexo se misturam impiedosamente. Teresa Câmara Pestana apresenta Aqui Até ao Fim, que começa ao ar livre numa onda hippie, com montículos de merda em construção tipo templo budista, derivando para a modorra televisiva, as drogas, a violência, a educação e a escola, os putos e as mulheres portuguesas, os loucos condutores na estrada... Enfim, nada escapa ao olhar cortante da editora Teresa C. Pestana." Texto de Erradiador no Blog "My Nation Underground"

2024-04-15T14:30:42+00:0015.04.2024|